Allontanare-i-piccioniCenobio-de-valeron

Afugentar os pombos do Cenobio de Valerón. Caso de Sucesso

Entrevistámos Valentín Barroso, diretor da Arqueocanaria, sobre a eficácia das soluções para afugentar os pombos do Cenobio de Valerón.

  • Cenobio de Valerón é um dos jazigos arqueológicos mais emblemáticos de Gran Canaria. Declarado Património de Interesse Cultural. Trata-se de um celeiro coletivo, formado por mais de 300 silos ocos abertos na encosta da montanha, num lateral de um cone vulcânico.
  • Colónias de pombos faziam os ninhos nos silos do Cenobio. A acumulação de excrementos de pombos, penas e cadáveres representava um grave perigo para a conservação da pedra.
  • Em 2020, Arqueocanaria, a empresa que faz a gestão do jazigo, entrou em contacto com a BirdGard Iberia para implementar soluções e afugentar os pombos.

Quais são as dimensões do Cenobio?

O Cenobio está localizado sob um arco natural de 30 metros de largura por 25 de altura. Tem mais de 300 silos dispostos em vários níveis, o que o torna ideal para os pombos se refugiarem e fazerem os seus ninhos nas cavidades dos silos.

Desde quando há colónias de pombos no Cenobio de Valerón?

Há já mais de 13 anos, financiado pelo Cabildo de Gran Canaria, a Arqueocanaria realizou um primeiro trabalho de restauração e limpeza do jazigo. Após estes trabalhos, os pombos abandonaram a zona. No entanto, pouco tempo depois voltaram a nidificar na zona e desde então, ou seja, desde 2009, os pombos continuaram a colonizar o local de forma gradual.

Quantos pombos havia na gruta?

É difícil calcular, mas a colónia era muito numerosa. Eu diria que centenas de pombos.

Onde se instalavam os pombos?

Nos silos ou nas cavidades mais elevadas, bem como nas diversas saliências rochosas. Isto provocava que os espaços que se encontram na zona inferior, incluindo a rampa de acesso para os visitantes e a escada, estivessem constantemente manchados por causa dos excrementos dos pombos. Em alguns pontos havia pilhas de excremento dos pombos, com cerca de 30 centímetros de altura.

Que problemas provocaram os pombos no Cenobio de Valerón?

sujidade causada pelos excrementos representava um potencial risco para a saúde das pessoas. O que tinha de ser evitado, ao ser um espaço aberto ao público.

Além disso, os excrementos dos pombos e os seus restos (penas, cadáveres em decomposição…) provocavam alterações químicas que desgastavam a pedra do jazigo. Isto representava um importante perigo para a sua conservação.

A flora microbiana dos excrementos, não só altera quimicamente a pedra vulcânica devido ao efeito corrosivo dos ácidos úricos e fosfóricos presentes, como também era provável que contivesse compostos potencialmente perigosos para as pessoas.

Como se propôs o projeto para afugentar os pombos?

O Cabildo de Gran Canaria encarregou à Arqueocanaria um projeto para controlar a colónia de pombos do Cenobio, e assim impedir a acumulação de excrementos, penas e cadáveres de pombos em decomposição.

Como primeiro passo, procedemos à limpeza e desinfeção em profundidade do jazigo, com o objetivo de travar o ataque de bactérias e de fungos que desgastam a pedra. Os trabalhos duraram cerca de 4 meses. Retirámos cerca de 800 quilos de excrementos de pombos.

limpeza-excrementos-de-pombos

Paralelamente à limpeza e remoção dos ninhos, foram colocadas jaulas-armadilha para capturar os pombos e contou-se com a ajuda pontual de um falcoeiro, como efeito dissuasório.

Pela experiência anterior, quando realizámos uma primeira limpeza do local em 2009, sabíamos que estas medidas iniciais de limpeza e captura de pombos eram necessárias, mas não suficientes, para evitar que os pombos regressassem ao local e voltassem a colonizá-lo.

Desta vez, sabíamos que tínhamos de implementar medidas permanentes para evitar que os pombos voltassem a nidificar no jazigo.

Como descobriram os Repelentes Bird Gard?

Procurámos na Internet empresas líderes em soluções para o controlo dos pombos, e decidimos entrar em contato com a BirdGard Iberia. Depois de uma conversa telefónica para explicar o nosso caso, recomendaram-nos combinar diferentes soluções para afugentar os pombos do jazigo

Que soluções recomendou a BirdGard Iberia para afugentar os pombos?

Recomendaram-nos combinar diferentes tipos de soluções para o controlo dos pombos. Indicaram que o uso combinado de diferentes soluções produz um efeito sinérgico que melhora a eficácia global no controlo dos pombos. E, de facto, assim foi.

Em concreto, recomendaram-nos a instalação de:

  • Um Repelente Bioacústico e por Ultrassons “BroadBand Pro” que emite ultrassons que incomodam muito os pombos e sons de aves de rapina que os assustam.
  • Um Repelente Visual, que simula o voo de um falcão, e que colocámos na entrada do jazigo.
  • Dois tipos diferentes de géis: o AviFin Gel e os Discos Bird-Free, que colocámos em pontos estratégicos, nos silos e galerias mais elevados do jazigo para reforçar estes pontos-chave e evitar que os pombos pousassem aí.

Neste vídeo podemos observar o repelente visual e ouvir os sons emitidos pelo Repelente bioacústico BroadBand Pro.

Como programaram o BroadBand Pro? Onde instalaram as colunas?

BB-PRO-BIRD-X

O Repelente BroadBand Pro está programado para emitir os sons das aves de rapina de 20 em 20 minutos, 24 horas do dia. Os ultrassons estão sempre em funcionamento.

Durante a pandemia o local foi fechado aos turistas. Agora já foi reaberto. Quando os turistas ouvem os sons das aves de rapina emitidos pelo BroadBand Pro, gostam muito! Perguntam-nos se há um falcão ou uma águia na gruta porque ouvem os seus chamamentos. Ao estar num meio natural, até torna o local mais atraente!

Depois de mais de dois anos desde a instalação dos repelentes de pombos, como foram os resultados?

Foi um sucesso total. Inclusive melhor do que esperávamos. Tivemos uma prova de fogo com a pandemia.

Durante muitos meses o jazigo esteve fechado aos turistas. Quando o confinamento terminou e pudemos voltar, receávamos que os pombos tivessem voltado a instalar-se no Cenobio, mas não o fizeram. As soluções que implementámos funcionaram perfeitamente e, apesar de não haver presença humana no local durante meses, os repelentes fizeram o seu trabalho e os pombos não voltaram à zona.

Em suma, a solução aconselhada pela BirdGard Iberia para evitar que os pombos nidifiquem no local funcionou de forma fantástica. Estamos muito satisfeitos. Conseguimos evitar a corrosão da pedra do jazigos e assegurar que não existem riscos de saúde para o público que nos visita.

Recomenda esta solução para afugentar pombos?

Claro que a recomendo!

Vejo que as pessoas usam principalmente os típicos espigões anti pombos, que além de serem totalmente antiestéticos, não dão bons resultados. Além de que a sua instalação em locais como o Cenobio seria totalmente inviável, pois implicaria encher toda a superfície de espigões.

Sem hesitar, recomendo as soluções da BirdGard Iberia para o controlo dos pombos a todas as empresas de restauração que, como nós, fazem a gestão do património histórico e têm de o proteger do efeito nocivo dos pombos. Também o recomendámos ao Cabildo de Canárias.

Afugentar os pombos – Informação Adicional