Afugentar Corvos-Marinhos

Afugentar Corvos Marinhos, uma praga para os pescadores

Este artigo fala-nos sobre o grande problema que os corvos marinhos representam para os pescadores, e dá soluções de como afugentar corvos marinhos. Além disso, também nos ajuda a conhecer as principais características dos corvos-marinhos:

Corvos-marinhos em Portual

A principal espécie de corvo-marinho (cormorão) que vive em Portugal é o corvo-marinho-de-faces-brancas (phalacrocorax carbo). Além deste, também existem na península outras espécies de corvo-marinho, como o corvo-marinho-de-crista.

Afugentar Corvos Marinhos
Antigamente, o corvo-marinho-de-faces-brancas apenas existia na península durante o Inverno, quando emigrava para fugir do frio do norte da Europa. No entanto, atualmente, o corvo-marinho-de-faces-brancas é uma espécie residente. Podemos encontrar, durante todo o ano, grandes populações de corvos-marinhos (cormorões) instaladas em reservas de água no interior da península.

A alimentação do corvo-marinho

Os corvos-marinhos alimentam-se principalmente de peixe, crustáceos e anfíbios. Fazem os seus ninhos em penhascos da costa ou em árvores. Alimentam-se em rios, lagoas, lagos de água doce, mar ou em qualquer outra grande extensão de água.

Como podemos ver neste vídeo, os corvos marinhos são grandes pescadores. Podem mergulhar para apanhar peixe em grandes profundidades. Além disso, podem ficar debaixo de água durante 30 segundos, ou mais, durante a pesca.

Em zonas onde os corvos marinhos encontram comida fácil, como explorações piscatórias ou zonas onde as comunidades de pescadores fazem repovoamento de peixe, as populações de corvos marinhos podem chegar a mais de uma centena de exemplares. O corvo-marinho, da mesma forma como as garças, pode converter-se numa praga importante na aquicultura.

Períodos de reprodução do corvo marinho

Os corvos marinhos podem reproduzir-se em qualquer época do ano, dependendo das condições de alimentação.

Durante o período de reprodução, os corvos-marinhos necessitam conseguir grandes quantidades de peixe para alimentar os seus jovens. Isto faz com que seja muito difícil afastá-los das zonas onde podem encontrar alimento de forma fácil durante todo o ano.

O corvo-marinho, uma praga para os pescadores durante os 12 meses do ano

Se nada é feito para o evitar, quando os corvos-marinhos se instalam numa zona para se alimentar: uma lagoa, lago, rio, exploração piscatória… e enquanto exista a fonte de alimento, estas aves permanecerão ali indefinidamente. Além disso, o número de corvos-marinhos irá aumentando com o tempo.

O problema dos corvos-marinhos para a indústria pesqueira, explorações piscatórias, comunidades de pescadores, etc… é inclusive maior do que o problema das pragas de pássaros na agricultura. Na agricultura, o problema costuma estar limitado a uns 2-3 meses por ano, coincidindo com o amadurecimento do fruto. No entanto, os corvos-marinhos são um problema durante os 12 meses do ano, desde que exista alimento.

Soluções para Afugentar Corvos Marinhos

bird_gard_super_pro_pa4Os corvos marinhos vivem em grandes grupos e emitem sons guturais profundos para comunicar com outros espécimes da colónia.

O repelente de corvos marinhos BirdGard Super Pro PA4 foi especificamente desenhado para emitir sons de baixa frequência. Sons audíveis, que interferem na comunicação dos corvos marinhos.

O repelente de corvos marinhos BirdGard Super Pro PA4 está equipado com um cartão de som/chip específico contra corvos marinhos. Este chip contém pedidos de socorro destas aves, que fazem com que a colónia de corvos-marinhos pense que existe um perigo e se afaste da zona. Também inclui outros sons eletrónicos que assustam os corvos-marinhos, conseguindo afastá-los sem os magoar.

Recomendamos o Falcão Voador como o melhor complemento para o repelente por sons BirdGard Pro Super PA4 para afugentar corvos marinhos. Se desejar mais informações sobre este Falcão Voador, leia o artigo “Falcão Espanta Pássaros – Descubra os pontos principais do seu funcionamento“.

Uma vez afastados da zona, é necessário manter o repelente de corvos marinhos em funcionamento para evitar que novos espécimes se instalem. Neste caso, será muito mais fácil afugentá-los com os pedidos de socorro emitidos pelo equipamento, e estes novos corvos-marinhos irão procurar outras zonas para nidificar e alimentar-se.

Repelente de Corvos Marinhos BirdGard Super Pro PA4

A seguir vamos resumir alguns dados importantes do BirdGard Super Pro PA4 para afugentar corvos marinhos:

  • De fácil instalação.
  • Desenhado para funcionar ao ar livre, sob qualquer condição climatérica.
  • Pode ser ligado à corrente elétrica ou a uma bateria de 12 Volts.
  • Se preferir, podemos fornecer um painel solar, para manter a bateria carregada.
  • É possível ligar de 1 a 4 colunas ao equipamento. Cada coluna tem uma cobertura até 6000 metros quadrados (0,6 hectares). Ou seja, um repelente com 4 colunas atinge uma cobertura contra os corvos-marinhos de 2,4 hectares.
  • O equipamento tem uma garantia de reembolso de 30 dias, se não ficar satisfeito com os resultados obtidos.
  • Para mais informações sobre o equipamento, e para consultar a sua ficha técnica, visite a nossa loja on-line.

Se tiver alguma outra questão sobre como afugentar corvos marinhos de uma forma eficaz e permanente, não hesite em entrar em contacto connosco.